Concelho Figueira da Foz

Opinião

Mudar o Porto Comercial totalmente para a margem sul requer um perímetro de atracagem que neste momento não está disponível. Considero uma má ideia sem se discutir o futuro dos estaleiros, a relocalização do Porto de Pesca e, sobretudo, sem se garantir que o porto não coloque em causa uma zona húmida ao abrigo de um tratado internacional: a Convenção de Ramsar. 

É fundamental que esta transformação crie sinergias com a cultura e com o potencial turístico do concelho, contribuindo para trazer mais emprego qualificado e mais oportunidades para os jovens, contribuindo para combater a sangria desses mesmos jovens para Lisboa ou para o Porto.